A acreditação hospitalar é a prova máxima de que as instituições de saúde, geralmente hospitais, dispõem de qualidade em seu atendimento e serviço.

Na realidade, tal certificação é o objetivo da maioria dos hospitais, centros de prestação de serviços e clínicas.

Esse é um caminho que exige grande dedicação, reestruturação operacional e planejamento sólido.

Contudo, em meio à crescente demanda por atendimento, falta de agilidade para mudanças e, acima de tudo, recursos para transformar a realidade da organização, a certificação pode acabar prejudicada.

Pensando em facilitar a gestão hospitalar, hoje iremos mostrar tudo sobre a certificação, seu conceito, exigências e principais passos para estimular a jornada.

Portanto, acompanhe a leitura até o final para entender finalmente esse atestado de alta eficiência e capacidade de crescimento. Vamos lá!

O que é Acreditação Hospitalar?

Podemos definir a Acreditação Hospitalar das Organizações de Saúde, como sendo um procedimento de verificação, avaliação e definição do nível de qualidade dos serviços e atendimento aos pacientes.

Outro elemento também é avaliado, ou seja, a estrutura hospitalar ou específica à instituição, como clínicas e outros centros de prestação de serviços médicos.

O objetivo principal para a certificação é comprovar a capacidade da organização de seguir à risca as exigências e padrões regulamentados pelas entidades credenciadoras.

Portanto, esse procedimento acaba impulsionando a instituição a sempre buscar melhorias na administração e otimização dos processos.

Como é possível conseguir um certificado de Acreditação Hospitalar?

Atingir o teor qualitativo ideal, a fim de viabilizar respostas aos parâmetros exigidos, envolve distintos processos internos e setores de uma organização. Dessa forma, a transformação deve ocorrer em todos os níveis de uma organização de saúde, tais como:

1.     Procedimentos internos.

2.     Demandas relacionadas à higiene geral.

3.     Sistemas e equipamentos.

4.     Padrões atuais de atendimento.

5.     Fluidez da comunicabilidade entre as demandas, profissionais e processos.

6.     Medidas adotadas na armazenagem de medicamentos e insumos.

7.     Recorrência na capacitação e qualificação profissional e disciplinar.

Em outras palavras, todos esses fatores devem estar dentro do exigido para que a jornada de certificação comece a tomar forma.

Existe obrigatoriedade na busca pelo certificado?

Embora muitos gestores acreditem ser uma demanda obrigatória, saiba que não há exigência de buscar a certificação para o pleno funcionamento de um hospital.

Na verdade, é completamente o oposto, isto é, a instituição é quem busca um órgão credenciador para a certificação. Em seguida, a entidade forma um grupo especializado de profissionais que farão o acompanhamento da organização.

Todas as ações de auditoria são executadas por pessoas altamente capacitadas e conhecedoras dos procedimentos hospitalares de excelência.

Ao final da avaliação, caso a instituição hospitalar consiga comprovar sua qualidade de atendimento, ela passa a fazer parte de um pequeno grupo de hospitais que já ostentam sua Acreditação Hospitalar.

Atualmente, a Organização Nacional de Acreditação (ONA) já certificou mais de 800 instituições. Todavia, apenas 316 hospitais conseguiram a certificação. Isso mostra que o Brasil ainda tem um longo caminho pela frente.

Quais entidades são as credenciadoras desse processo hospitalar?

Somente as Instituições Acreditadoras Credenciadas (IAC) são elegíveis para aplicar o processo de certificação, pois seguem à risca os princípios apresentados pela ONA. Ao todo, temos 3 grandes credenciadoras:

1.     ONA (Organização Nacional de Acreditação).

2.     Joint Commission International (credenciadora americana).

3.     Accreditation Canada (credenciadora canadense).

4 etapas para alcançar o certificado de Acreditação Hospitalar

1. Acomodar as exigências básicas da certificação

Antes mesmo de ser avaliada, a instituição precisa atender a certas exigências para se tornar realmente elegível ao processo. Dessa maneira, temos os seguintes pré-requisitos desejáveis pela maioria das credenciadoras:

1.     Ter por definição e enquadramento a prestação de serviços em saúde.

2.     Dispor de um alvará válido de funcionamento.

3.     Contar com um período de funcionamento de pelo menos 12 meses.

4.     Expor à credenciadora sua licença sanitária.

5.     Apresentar licenças legais que comprovem a objetividade dos serviços.

2. Estimular maior organização operacional

Como dissemos acima, o processo de Acreditação é realizado por profissionais qualificados e especialistas. Sendo assim, haverá a profunda avaliação de todos os níveis da organização, ou seja, tudo e todos estarão sob a mira avaliativa.

Os gestores em conjunto com a administração da organização devem compreender que, em alguns casos específicos, será preciso remanejar recursos e profissionais para atender as necessidades de reestruturação.

O ideal é nomear um profissional interno que ficará responsável por fazer a ponte entre a direção hospitalar e as mudanças exigidas.

3. A qualificação profissional deve ser uma constante na instituição

A implementação do procedimento de Acreditação deve ser monitorada pelos gestores e líderes, Aliás, esses profissionais precisam mostrar alta competência sobre os processos internos.

A recomendação é estimular a qualificação e capacitação ininterruptas dos profissionais, a fim de “domar” as práticas de gestão de riscos, autoridade estratégica e aptidão gerencial.

4. Potencializar os processos a partir da tecnologia

A tecnologia do Software de Gestão em Saúde (HIS) e Assistencial (EMR) é imprescindível para maximizar as chances de conseguir a certificação.

Isso porque o sistema viabiliza uma visão gerencial completa, robusta e transparente. Inclusive, a integração e centralização das informações favorece o acompanhamento próximo das principais demandas exigidas na implantação da Acreditação.

Para entender mais sobre este tema essencial para a sua instituição ter alta qualificação na entrega dos serviços e atendimento, acompanhe o Blog SALUX. Trazemos sempre conteúdos relevantes para sua instituição de saúde, até breve!

Rua Furriel Luiz Antônio de Vargas, 380 | Bela Vista | Porto Alegre - RS - (51) 3021-0055 - 90470-130
Infraestrutura Plantão 24 Horas
51 99239-6976
Suporte
51 99767-7602
Receber novidades
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.