Seguindo o curso normal da evolução tecnológica na saúde, já era esperado que em algum ponto a saúde 5.0 surgiria, mas o que poucos previram, é que isso tem acontecido diariamente ao longo dos últimos meses.

Recursos avançados como IoT (Internet das Coisas), inteligência artificial e a telemedicina, por exemplo, compõem a realidade inédita em muitos hospitais. Por isso, é imprescindível estar atualizado sobre cada mudança, de modo a maximizar a aderência.

Pensando nisso, a SALUX desenvolveu este conteúdo repleto de dicas, vantagens e aplicações tecnológicas que, cedo ou tarde, sua instituição precisará ter. Acompanhe!

O que mudou da saúde 4.0 para a saúde 5.0?

Embora em outros segmentos a transformação acabe substituindo algumas soluções e recursos, na saúde isso não acontece. Em outras palavras, a saúde 5.0 não vem para substituir sua “versão anterior”, mas sim complementá-la.

A agilidade dos profissionais de saúde e o foco na experiência do paciente, proporcionadas pelas mudanças trazidas há alguns anos, consolidaram e permitiram que as tecnologias recentes façam uso da mesma estrutura, maximizando o serviço em saúde.

Podemos dizer que a saúde 4.0 consiste em integrar as tecnologias disponíveis, na execução da medicina. E a automatização dos processos é o cerne da transformação, que tem como direcionamento flexibilizar o trabalho.

Um ótimo exemplo disso é o ERP Hospitalar Cloud. O sistema integra prontuários eletrônicos, relatórios e dados gerados ao longo do fluxo de trabalho. Com isso, há ganhos de assertividade e eficiência, elementos que fortalecem a atuação do hospital.

Diante disso, a saúde 4.0 é um marco fundamental que viabilizou a integração de tecnologias necessárias para acomodar a saúde 5.0, tais como:

  • Internet das Coisas.
  • Big Data.
  • Avançados recursos de BI.

Todos estes elementos têm algo em comum: são protagonistas de um nível de conectividade nunca antes visto, e isso nos leva diretamente à saúde 5.0.

O que muda realmente na Saúde Conectada 5.0?

Primeiramente, devemos entender que a saúde conectada 5.0 só é possível através da utilização dos recursos tecnológicos presentes em uma instituição, seja por meio de sistemas gerenciais, PEP, controle de estoque digitalizado, gerenciamento de exames na nuvem e interoperabilidade elevada.

Sendo assim, a saúde 5.0 evidencia a importância da conectividade entre paciente e processos aos quais ele é submetido.

Tal conectividade permite que ele tenha um papel mais presente no transcorrer de seu atendimento, das decisões acerca do diagnóstico, do acompanhamento imediato aos exames e, sobretudo, maior facilidade para conseguir atendimento, seja presencial ou digital.

Para ilustrar bem podemos colocar da seguinte forma: o paciente está assegurado de que as informações sobre seu diagnóstico, serão compartilhadas entre os principais responsáveis pelo seu tratamento ao longo de toda a sua jornada, compreendendo em detalhes como o tratamento é eficaz e coerente ao seu perfil.

Portanto, ele adquire um protagonismo valioso e que impacta em seu bem-estar e qualidade de vida. E a base disso ainda continua sendo as tecnologias que compõem o processo de digitalização na instituição.

De que forma o novo conceito em saúde traz benefícios?

A ampla segurança das informações, a qualidade máxima do serviço prestado e agilidade para solucionar problemas, ainda é o “tripé” que sustenta toda e qualquer evolução na saúde.

Porém, montamos aqui um pequeno exemplo que denota em detalhes como a conectividade elevada na saúde 5.0 pode ser o diferencial para vantagens que preservam melhor a saúde dos pacientes.

Suponhamos que um médico atenda um paciente com movimentação limitada ou recomendações de não frequentar hospitais, por exemplo.

Com isso, a telemedicina entra em ação, mas não sozinha, visto que o sistema de gestão hospitalar completo está por trás da consulta digital.

Logo, o profissional consegue captar informações vitais do paciente, como sua pressão e taxa de glicemia. Esses dados ajudam o médico a construir um quadro para a evolução daquele paciente, além de ter outras constatações complementares.

Como resultado, o paciente passa por uma consulta segura e efetiva, recebendo em seus dispositivos os próximos passos, como receitas digitais ou pedidos de exames.

Por sua vez, ele faz o contato com a drogaria de sua confiança e, em poucos minutos, pode dar continuidade ao tratamento. 

Vale ressaltar que a instituição precisa estar equipada com as ferramentas certas, sistemas integrados e profissionais capacitados, pois do contrário a conectividade que resulta em mais facilidade acaba esbarrando em gargalos operacionais.

Principais aplicações tecnológicas que compõem a saúde 5.0

Como não poderíamos deixar de falar do objetivo estratégico da saúde 5.0, separamos a seguir as principais tecnologias que frequentemente estão associadas ao sucesso desse modelo transformador de medicina.

A grande maioria das tecnologias mostradas logo abaixo, são frutos dos avanços em IoT, ou seja, recurso que melhora a conectividade entre dispositivos e equipamentos a internet e a nuvem.

1.     Sensores remotos para acompanhamento e aferição da temperatura.

2.     Monitoramento remoto da glicose e demais necessidades do paciente.

3.     Maior conectividade nos respiradores, entregando mais rapidez na contenção de problemas respiratórios.

4.     Biossensores usáveis para monitoramento de informações em tempo real, aumentando a eficácia da análise de dados.

5.     Sensores inteligentes ingeríveis, minimizando os níveis invasivos dos tratamentos.

A maior proximidade do paciente com seu tratamento e, sobretudo, a facilidade para ser atendido, geram mais valor à saúde. E como bem sabemos, a satisfação do paciente afeta diretamente os resultados clínicos.

Costumamos dizer que o sucesso no ingresso à saúde 5.0 é algo natural e que não acontece da noite para o dia.

Na realidade, sua instituição só conseguirá fazer parte do seleto grupo de hospitais de referência, quando consolidar a atuação nos moldes da saúde 4.0.

Portanto, é algo que deve ser planejado e executado diariamente, caso precise de mais informações úteis, acesse o Blog SALUX. Procuramos sempre trazer conteúdos completos para alavancar sua organização. Até breve!

Rua Furriel Luiz Antônio de Vargas, 380 | Bela Vista | Porto Alegre - RS - (51) 3021-0055 - 90470-130
Infraestrutura Plantão 24 Horas
51 99239-6976
Suporte
51 99767-7602
Receber novidades
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.