Muitos são os desafios enfrentados pela gestão da saúde pública, onde os profissionais contam com uma pequena margem de tempo e, em alguns casos, poucos recursos disponíveis para atingir os resultados esperados.

Seja no gerenciamento da ocupação e liberação de leitos, de distintos equipamentos e medicamentos e insumos, é um trabalho árduo que exige foco. Por outro lado, os avanços da transformação digital oferecem à saúde digital os meios para contornar cada obstáculo.

Então, trazemos hoje 5 dicas que podem ajudar na otimização da saúde pública, estimulando assim, uma gestão mais eficiente e voltada ao bom atendimento. Quer saber quais orientações são essas? Continue a leitura!

Gestão da saúde pública: 5 dicas para otimizar processos e gerar resultados

1 – Equipe sua instituição com o melhor software de gestão hospitalar

Sempre que falamos na área da saúde é fundamental associar o uso da tecnologia como eixo dos processos. É inviável almejar o sucesso na saúde pública sem o amparo de uma solução moderna, pois a gestão dispõe de:

1.     Centralização das informações a todos os gestores;

2.     Agilidade e praticidade no dia a dia;

3.     Estruturação de um banco de dados e informações;

4.     Diminuição considerável de falhas;

5.     Possibilidade de utilizar prontuários eletrônicos;

6.     Maior controle dos gastos operacionais e gerenciais;

7.     Monitoramento dos principais indicadores de desempenho;

8.     Total segurança na aquisição, armazenamento e compartilhamento das informações;

9.     Promove os níveis de interoperabilidade da instituição, aspecto crucial para a qualidade do atendimento, entre outros.

É a sua integralização entre setores e profissionais que eleva o padrão dos serviços prestados pela instituição pública.

2 – Estude implementar um sistema de prontuário eletrônico

Contrariando um pouco a dica acima, já que o PEP (Prontuário Eletrônico do Paciente) faz parte de um software completo, vamos assumir que sua gestão não esteja preparada para investir em uma solução robusta, ou seja, o prontuário eletrônico se torna vital para otimizar sua gestão.

Ao dispor das principais informações dos pacientes, como: histórico de atendimento, de exames, seus diagnósticos, medicações já prescritas e quais atendimentos recebeu, o serviço se torna mais flexível e eficiente, pois há uma parametrização da conduta a ser adotada.

No entanto, desde 2017, o Prontuário Eletrônico do SUS é obrigatório às UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Esse recurso é chamado também de PEC (Prontuário Eletrônico do Cidadão), mas em sua essência oferece menos ferramentas que o PEP.

Então, a saída é analisar o investimento em um sistema mais robusto, que realmente traga benefícios ao operacional.

3 – Baseie a tomada de decisão na análise consistente dos dados

E por falar em PEP, a próxima dica é um diferencial para quem a pratica. Isso porque o software hospitalar é estruturado em B.I. (Business Intelligence) que consiste em: coletar, organizar, analisar, compartilhar e monitorar informações que servirão de pilar para a gestão atuar estrategicamente.

Sendo assim, através da análise dos principais dados, em especial do prontuário eletrônico, o gestor consegue embasar com mais autoridade suas decisões. E em um cenário onde a tomada de decisão acontece muitas vezes sob pressão, nada melhor do que saber o que realmente deve fazer, não é mesmo?

4 – A capacitação profissional deve ser o guia da instituição

Não é preciso nem dizer sobre a importância de capacitar os colaboradores e profissionais em contato direto com as novas tecnologias, correto? O treinamento deve abranger cada aspecto de cada etapa, desde o atendimento médico até o assistencial dos processos.

Além de ampliar a produtividade e eficiência no atendimento, todos estarão munidos para solucionar os gargalos a qualquer momento. Por sua vez, a gestão pública efetiva o desfrute ideal dos recursos humanos, técnicos e econômicos.

5 – A SALUX é a parceria certa para sua gestão da saúde pública

A SALUX possui as melhores soluções de gestão em saúde que abrangem diversos tipos de instituição, tais como: hospitais, clínicas, ambulatórios, pronto atendimento e Organizações Sociais de Saúde (normalmente atreladas à gestão pública).

Oferecemos não apenas uma solução, mas 3 ferramentas e sistemas que, suprem cada demanda na saúde. Nossos sistemas foram desenvolvidos a partir das etapas de uma instituição de saúde, a fim de garantir aos clientes que seus processos serão manejados com eficácia, veja nossos diferenciais:

1.     Inteligência clínica;

2.     Acesso integrado de informações;

3.     Interoperabilidade;

4.     Sistema multiunidades;

5.     Circuito fechado de medicamentos;

6.     Alto nível de aderência e aceitação;

7.     Conformidade LGPD;

8.     Processos paperless;

9.     Segurança do paciente;

10.  Retorno financeiro;

11.  Indicadores de gestão e acreditação;

12.  Suporte qualificado 24/7.

Então, o que está esperando para otimizar sua gestão da saúde pública conosco? Entre em contato e solicite um orçamento!

Rua Furriel Luiz Antônio de Vargas, 380 | Bela Vista | Porto Alegre - RS - (51) 3021-0055 - 90470-130
Infraestrutura Plantão 24 Horas
51 99239-6976 (VIVO)
51 99238-7010 (CLARO)
Suporte
51 99767-7602
Receber novidades
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.