Muitos gestores hospitalares procuram a razão para não terem um atendimento de qualidade, porém, acabam não percebendo que o fundamento do bom atendimento da gestão hospitalar, consiste na adoção de métodos eficazes, como por exemplo, a padronização da triagem hospitalar.

Nesse sentido, para estimular o fluxo assistencial é imprescindível a implementação de um conjunto robusto de procedimentos, com o intuito de acolher, tratar e resguardar os pacientes de seus direitos primários à saúde de alto nível.

Portanto, reunimos aqui 3 passos diferenciados que consideramos fundamentais para que a gestão da instituição de saúde, seja privada ou pública, consiga superar os gargalos que a separa da atuação de excelência. Boa leitura!

Gestão hospitalar: 3 passos que aprimoram o atendimento

Acima citamos a padronização da triagem hospitalar, mas a lista é grande e envolve práticas que precisam trabalhar em conjunto.

Podemos citar: a capacitação profissional, adoção de prontuário eletrônico, estímulo à humanização no assistencial, análises consistentes de indicadores hospitalares, bem como a aquisição e implementação de um software para gestão hospitalar transformador.

Esse último recurso nos leva justamente ao topo da lista de ações indispensáveis para aperfeiçoar o atendimento, que é a tecnologia certa para sua instituição de saúde, acompanhe!

1 – Investimento em tecnologia sempre está no topo da lista

Ao analisar a complexidade do cenário dos hospitais e demais organização de serviço à saúde atualmente, reconhecemos que é inviável atingir o potencial desejado e necessário, sem que a tecnologia cumpra sua finalidade de integração e otimização dos processos.

É por isso que a tecnologia oferecida por um software de gestão hospitalar consegue, através da inteligência artificial e seus múltiplos recursos, ampliar o controle do fluxo assistencial. Logo, todos os procedimentos citados até aqui tendem a trabalhar melhor em conjunto, surtem mais efeito e entregam ainda mais resultados.

Dessa forma, a gestão passa a ganhar certa “previsibilidade” em suas atividades, que é precisamente o que reduz os obstáculos ao bom atendimento.

Além disso, o software proporciona ganhos imensuráveis em competitividade no mercado, uma vez que aumenta o poder de controle às demandas diárias da saúde digital.

Em suma, o primeiro degrau para transformar o atendimento é investir em tecnologia de ponta, e contra fatos não há argumentos, correto?

Dizemos isso, pois, segundo estudo realizado pela Revista Medicina S/A, até o fim de 2020, 85% dos hospitais entrevistados planejam investir em TICS (Tecnologias da Informação e Telecomunicação). Sendo assim, é algo que deve ser levado em conta pela administração da instituição.

2 – Implementar uma política de tratamento das informações e dados

Assumindo que desenvolver ações moldadas ao operacional da instituição só é possível através da análise de suas informações, o segundo passo consiste em garantir que os dados adquiridos ao longo do fluxo de processos sejam credíveis e permitam a tomada de decisão acertada.

O desafio mesmo está em identificar uma solução para a gestão hospitalar que agregue maior segurança e qualidade dos dados. Por exemplo, a Solução SALUX SX Security é totalmente voltada a entregar informações transparentes aos gestores, pois viabiliza:

1.     Gestão completa de banco de dados: disponibiliza um monitoramento e controle da performance, consumo, usabilidade e integridade;

2.     Backup: atua na geração, importação, monitoramento e controle de backups, além de programação automatizada e configurável;

3.     Migração e transposição de dados: migração da base de dados entre servidores, preparação de novas bases de dados e muito mais;

4.     Manutenção e análises técnicas: rastreio, análise e diagnóstico de quaisquer problemas, integração e disponibilização de análises em tempo real através de Business Intelligence.

Portanto, através de recursos como esses é totalmente viável à saúde digital, se fortalecer por meio de informações contendo a realidade da instituição.

3 – Dados coletados e seguros, é hora de detalhar cada aspecto das análises

Garantir a segurança e obtenção dos dados do fluxo assistencial, é apenas o início. A gestão deve se encarregar de detalhar os aspectos das análises, ou seja, esmiuçar as informações, a fim de identificar pontos de melhoria e potenciais gargalos.

Esse procedimento assegura que o atendimento futuro seja desempenhado com menos percalços, levando mais qualidade assistencial ao paciente.

Contudo, vale ressaltar que isso deve ser realizado por toda a cadeia de gestores e líderes que, juntos e em tempo real, conseguem maximizar o acerto da tomada de decisão.

Podemos concluir que ao executar esses passos, certamente a gestão terá maior eficiência, previsibilidade do escopo hospitalar, ao passo em que a receita se torna ampliável.

Agora perguntamos: qual o nível de informatização em sua gestão hospitalar? Gostaria de ampliar consideravelmente a qualidade do seu atendimento? Saiba que a SALUX possui os recursos necessários para se tornar a diferença em sua organização, acesse para saber como!

Rua Furriel Luiz Antônio de Vagas, 380 | Bela Vista | Porto Alegre - RS - (51) 3021-0055 - 90470-130
Infraestrutura Plantão 24 Horas
51 99239-6976 (VIVO)
51 99238-7010 (CLARO)
Suporte
51 99767-7602
Receber novidades
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.